Saúde bucal do idoso

Saúde bucal do idoso

A fragilidade do corpo humano aumenta com o passar dos anos e, por isso, é importante direcionar uma atenção para a saúde bucal do idoso

Assim como a pele, os músculos e a estrutura óssea ficam debilitados, a gengiva e os dentes também sofrem com o avançar da idade, principalmente se as práticas diárias foram inadequadas no decorrer da vida.

O que deve ser levado em consideração é que o desgaste natural da arcada dentária é comum, mas dificilmente leva a casos graves de perda, por exemplo, se não houver outros agravantes.

Assim, se os devidos cuidados ao longo do tempo forem tomados, como higienização e visita regular ao odontologista, muitos problemas podem ser evitados.

Outro fator que demanda atenção é que durante a terceira idade o consumo de remédios e vitaminas produzidas em laboratórios aumenta, por diversos fatores. 

Dessa forma, é preciso elevar a atenção quanto a pontos cruciais que ajudam a manter a saúde bucal.

As tarefas de rotina devem ser intensificadas, como não esquecer de escovar os dentes ao acordar, após as refeições e antes de dormir. O uso de fio dental faz parte do processo, pois ele remove partículas que ficam presas entre os dentes.

A seguir serão apresentados problemas e soluções que podem ser muito úteis nessa faixa etária como forma de aprendizado. 

Boca seca por causa de tratamentos médicos

A Saúde Bucal Dos Idosos

Quando uma pessoa chega à terceira idade o corpo precisa de uma reposição de vitaminas e minerais, além daqueles que são encontrados nos alimentos e há questões de comorbidades que podem ocasionar problemas que afetam a saúde bucal.

O uso de remédios pode ocasionar a chamada xerostomia, ou como é conhecida popularmente, a boca seca. Pessoas que passam por um tratamento de combate ao câncer também podem sofrer desse mal, por causa da radioterapia ou quimioterapia.

A xerostomia é uma condição que favorece diretamente a proliferação de bactérias e, consequentemente, pode ocasionar inflamações e fragilizar a estrutura dental, sendo mais comum na terceira idade.

Assim, é importante manter a regularidade nas visitas aos profissionais e quem tem plano odontologico pode verificar como estão as condições dos dentes por causa do uso prolongado de remédios ou das terapias que ajudam a amenizar as causas de um câncer.

Adequar a alimentação e evitar a respiração bucal são outros fatores que auxiliam a reduzir os riscos de xerostomia.

Medicamento contínuo causa doenças periodontais

O uso de medicamentos é nítido na terceira idade. Mesmo um tratamento por meio do convenio odontologico, junto a especialistas na área de odontogeriatria, requer remédios que precisam de prescrição médica e um acompanhamento periódico.

Há casos em que as doenças periodontais são frequentes, resultado do excesso de placas bacterianas sobre as gengivas.

Isso pode ocorrer por causa do uso de próteses e falta de higienização correta, causando:

  • Dores localizadas;
  • Infecções;
  • Inchaços;
  • Sangramentos. 

O início dos problemas está na gengivite, que pode ser ocasionada por tabagismo, indicação de diabetes, próteses dentárias que não estão devidamente encaixadas e a falta de uma higienização bucal adequada.

Para quem possui próteses removíveis, a melhor solução é fazer a higienização externamente, removendo da boca. Dessa forma, é possível visualizar se a limpeza foi feita corretamente. Já a peça fixa deve ser avaliada regularmente, junto às demais estruturas bucais.

A área interna da boca também precisa de limpeza, com uso de enxaguante bucal para evitar mau hálito e a passagem do fio.

A realização da limpeza da boca é constante, como sempre deve ser: após acordar, depois das refeições e antes de dormir. Assim, as bochechas e a gengiva se livram de acúmulo de bactérias e evita a halitose, dentre outros problemas bucais.

Atenção para prevenção contra cárie

A cárie é um problema da saúde bucal que atinge as pessoas de qualquer idade, não importando se são crianças, adultas ou idosas. 

Em todos os casos, é preciso evitar o consumo de açúcar. Para os idosos, os medicamentos e problemas de coordenação que podem se manifestar ocasionam a cárie, enfraquecendo a estrutura óssea, que acaba atingindo os dentes.

O acesso ao convenio odontologico empresarial ajuda na indicação de tratamentos voltados para essa faixa etária, pois possui uma rede de consultórios que atendem de forma exclusiva os pacientes da terceira idade. 

O consumo de água, se livrar de maus hábitos, como beber refrigerante e fumar, são soluções que podem ser inseridas no dia a dia. 

Além disso, a inclusão de um creme dental com a quantidade de flúor indicada por especialistas também ajuda no processo de fortalecimento dos dentes. 

Maior sensibilidade por causa da retração gengival

A mastigação de alimentos ao longo da vida pode ocasionar a retração gengival, deixando os dentes mais sensíveis e propensos a doenças bucais.

Comidas e bebidas muito ácidas ou doces podem provocar um incômodo quando consumidos. 

Neste sentido, a visita ao dentista do plano odonto empresarial pode indicar se há algum outro problema, como cárie e gengivite, sendo ainda mais necessário nessa fase. 

Em casos de doenças preexistentes, é importante também avaliar  a frequência necessária, geralmente ocorrendo entre 4 e 6 meses. Nessas situações o uso de produtos específicos também pode ser a solução apropriada para a saúde bucal.

Por fim, a manutenção de um seguro saúde que atenda a área da odontologia é essencial, tendo sempre um espaço para atendimento de urgência ou emergência, quando dores forem sentidas, por exemplo. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.